VICARIATO APOSTÓLICO DE NEPAL
Apoyo educativo para niños de las comunidades rurales
Apoyo educativo para niños de las comunidades rurales en la Escuela Don Bosco (Nilgiri), Biratnagar
 
Gastos parciales de matrículas para alumnos.
 
Los beneficiarios son los niños más necesitados de las comunidades social y económicamente más pobres que sin esta ayuda no podrían recibir una instrucción adecuada y de calidad.
 
El proyecto quiere además ayudar a la formación de los núcleos familiares y a la evangelización de las diversas comunidades eclesiales.
BURKINA FASO
Proyecto del Orfanato Teresa del Niño Jesús de Loumbila
Proyecto del Orfanato Teresa del Niño Jesús de Loumbila, Uagadugú, Burkina Faso.


Objetivo:
Construcción de nuevos embalses de recogida de agua (instalación eléctrica, semillas, etc.) y un laboratorio (cultivo, cosecha, confecciones) para aumentar la producción de Espirulina y garantizar la autofinanciación del Orfanato.


La Espirulina es un integrador alimenticio para la nutrición de niños con dificultades (niños acogidos en el Orfanato y otros centros sociales y médicos) del territorio di Loumbila.


El Orfanato de Loumbila es, en sí mismo, un testimonio misionero de acogida de personas con dificultades, sobre todo niños, y todos aquellos que acogemos para la catequesis, la preparación a los sacramentos y los que viven plenamente su vida cristiana.


Fuentes: Sitio Web
COLOMBIA
Vicariato apostolico de Inírida
Proyecto diocesano de Comedor Primera Infancia
Adquisición de alimentos (arroz, legumbres, verduras, pollo, carne, etc.) para la alimentación de niños menores de 5 años durante 8 meses, 5 dias a la semana, en esta zona muy necesitada.
 
200 niños reciben una alimentación nutritiva y balanceada.
ETIOPÍA
Eparquía Católica de Emdimbir
Construcción de Tukui (o Gojobet, habitaciones típicas la zona de Oromia) en el pueblo de Gubrye.
 
El tokul es utilizado para lecciones de catequismo, de alfabetización y para un programa de educación no formal con la finalidad de promover la dignidad humana y el cuidado espiritual de los niños y pre adolescentes.
 
Durante los encuentros se recolecta una contribución para ayudar a los otros niños del pueblo que no tienen posibilidades educativas o alimentarias, llevando alimentos a las familias más pobres.
 
Con estas actividades se busca sensibilizar a los niños y pre adolescentes a compartir y sentir la pertenencia a la Iglesia local.
HISTÓRIA

Nos meados do sec. XIX um bispo francês, D. Charles de Forbin-Janson, ficou impressionado com as notícias que chegavam da China, a propósito das crianças que morriam sem ter recebido o baptismo. Amargurado por não poder pessoalmente como missionário, ele pediu conselhos a Pauline Jaricot, fundadora da Pontifícia Obra da Propagação da Fé. O intercâmbio de ideias entre os dois foi esclarecedor, e D. Forbin-Janson teve a ideia de comprometer as crianças da França, de tal maneira que elas, através da oração e da colaboração material, pudessem ajudar os seus coetâneos chineses. «UMA AVE-MARIA POR DIA, UM TOSTÃO POR MÊS»: foi este o compromisso que cada criança assumiu desde o primeiro momento. Corria o ano de 1843 e com esta iniciativa lançou-se uma semente da qual teria germinado a Obra. Anos depois, seria cunhado o lema: «AS CRIANÇAS AJUDAM AS CRIANÇAS», que resumia oportunamente a intuição do fundador e o carisma da Obra.

Para aquela época, e até nos dias de hoje, tornar as crianças protagonistas da vida da Igreja era UMA IDEIA REVOLUCIONÁRIA. Em breve tempo, muitos países aderiram a esta iniciativa e, da França, a Obra propagou-se depressa na Bélgica, Espanha, Itália e numerosas outras nações. No dia 3 de Maio de 1922, consciente da grande contribuição que a Obra tinha oferecido às missões em aproximadamente oitenta anos, o Papa Pio XI fê-la sua, reconhecendo-a como «Pontifícia». Depois, a 4 de Dezembro de 1950, o Papa Pio XII instituiu o Dia Mundial da Santa Infância, declarando como data da sua celebração a solenidade da Epifania, mas concedendo a liberdade a cada nação de adaptar a data às exigências locais.

Hoje, a Pontifícia Obra da Santa Infância tem as suas raízes lançadas em mais de 150 países.
MISSÃO

As finalidades da Obra podem ser resumidas do seguinte modo:

·         Ir ao encontro das necessidades espirituais e materiais de todas as crianças, para que elas possam viver dignamente como verdadeiros filhos de Deus.

·         Sensibilizar as crianças para as necessidades do próximo, ensinando-lhes o valor e a força da solidariedade e da ajuda recíproca.

·         Fazer germinar nas crianças um espírito missionário que os acompanhará durante sua existência inteira, independentemente se Deus os as guiar para a vida laical ou religiosa, fazendo delas válidos e responsáveis membros da sociedade.

 

O que fazem, precisamente, as crianças e os adolescentes missionários a fim de contribuir para a salvação dos seus coetâneos?

·         A oração: as crianças da Infância Missionária rezam todos os dias pelas outras crianças e pela propagação da mensagem evangélica.

·         A coleta: é o fruto dos sacrifícios das crianças missionárias e de todos aqueles que desejam oferecer um futuro melhor às crianças do mundo. Estes «dons» são recolhidos pelas Direções nacionais presentes nos respetivos países e enviados para o Fundo Universal de Solidariedade da Infância Missionária para ser distribuídos entre milhões de crianças carentes em todos os recantos da terra.

Graças a estas contribuições, numerosas crianças podem comer, estudar, dormir debaixo de um teto, curar-se e, acima de tudo, conhecer Jesus e o seu anúncio, que se torna possível através destes gestos de amor.

·         O testemunho missionário: com o seu comportamento e a sua mensagem, as crianças missionárias são testemunhas e exemplos de vida para os seus coetâneos e para a humanidade inteira.

 

Quem são os beneficiários da Obra?

TODOS beneficiam de algum modo do carisma transmitido pela Pontifícia Obra da Santa Infância.

·         As crianças membros da Infância Missionária, que crescem na fé, na partilha e na solidariedade.

·         As crianças que recebem a graça da oração e da contribuição material, esta última principalmente nos lugares mais pobres do mundo.

·         A Igreja em geral, que se fortalece mediante o testemunho da generosidade espiritual e material dos membros da Santa Infância que, uma vez adultos, como leigos ou como religiosos, continuarão a anunciar a boa nova.

·         A sociedade em geral, através de milhares de escolas, de centros médicos, de bibliotecas, de estruturas médicas... construídos, bem como do alimento e do material escolar distribuído; todas estas são provas concretas de que, mediante a solidariedade e o compromisso missionário, ATÉ OS MAIS PEQUENINOS PODEM REALIZAR GRANDES OBRAS.

 

A OBRA ESTÁ ABERTA A TODOS

Embora a Pontifícia Obra da Santa Infância pertença principalmente às crianças e aos adolescentes, que são os seus verdadeiros membros, a mensagem que ela anuncia dirige-se a todos aqueles que quiserem colaborar.

 

Com efeito, na formação das crianças missionárias é muito importante o papel:

-        da família

-        dos educadores

-        dos animadores

que, mediante o seu testemunho, a sua preparação e a sua dedicação, formam os pequenos missionários para os valores do amor, da solidariedade e da partilha.

 

Quem deseja saber mais sobre a Obra?

Quem quer saber se existe um grupo da Santa Infância na sua paróquia, ou então criar um?

Quem gostaria de se tornar animador da Santa Infância?

 

SE ALGUÉM QUISER FAZER ALGO NESTE SENTIDO, PODE DESCOBRI-LO COMO, ENTRANDO EM CONTATO COM A DIREÇÃO NACIONAL NO SEU PAÍS
REGISTRO
Títolo
Nome*
Sobrenome*
Email oficial*
Email pessoal
Função*
Nação*
Cidade*
Diocese*
Telefone
Endereço
Código Postal
MENSAGEM

PASSWORD ESQUECIDA
USUARIO

.
.
Tadó-Chocó
Diocese de Istmina Tadó - Colômbia
.
Centro de Navjyoti
Baluwatar - Vicariato Apostólico do Nepal
.
Sorong
Diocese de Sorong-Manokwari - Papua Ocidental, Indonésia
.
Lviv
Diocese de Stryj - Ucrânia
HISTÓRIA
Nos meados do sec. XIX um bispo francês, D. Charles de Forbin-Janson, ficou impressionado com as notícias que chegavam da China, a propósito das crianças que morriam sem ter recebido o baptismo. Amargurado por não poder pessoalmente como missionário, ele pediu conselhos a Pauline Jaricot, fundadora da Pontifícia Obra da Propagação da Fé. O intercâmbio de ideias entre os dois foi esclarecedor, e D. Forbin-Janson teve a ideia de comprometer as crianças da França, de tal maneira que elas, através da oração e da colaboração material, pudessem ajudar os seus coetâneos chineses. «UMA AVE-MARIA POR DIA, UM TOSTÃO POR MÊS»: foi este o compromisso que cada criança a...

MISSÃO
As finalidades da Obra podem ser resumidas do seguinte modo: ·         Ir ao encontro das necessidades espirituais e materiais de todas as crianças, para que elas possam viver dignamente como verdadeiros filhos de Deus. ·         Sensibilizar as crianças para as necessidades do próximo, ensinando-lhes o valor e a força da solidariedade e da ajuda recíproca. ·         Fazer germinar nas crianças um espírito missionário que os acompanhará durante sua existência inteira, independentemente se Deus os as guiar para a vida laical ou religiosa, fazendo delas válidos e responsáveis membros da socieda...



Bolletim
Projetos
VICARIATO APOSTÓLICO DE NEPAL
BURKINA FASO





PONTIFÍCIA OBRA DA INFÂNCIA MISSIONÁRIA
Secretariado Internacional
Via di Propaganda, 1C 00187 ROMA
Telefone: (0039)06 698 80228 Fax: (0039)06 698 80276 E-mail: vati176@poim.va


OBRAS PONTIFÍCIAS MISSIONÁRIAS
Secretariados Internacionais
PRIVACY
CONDIÇÔES DE UTILIZAÇÃO
DISCLAIMER
COPYRIGHT ©2019OBRAS MISSIONÁRIAS PONTIFÍCIAS TODOS OS DIREITOS RESERVADOS